Tambor falante

O tambor falante é um tambor de duas peles, como a caixa de folia e a dunumba - mas o seu corpo, afunilado no meio, permite que o tocador tensione as cordas usando o braço ou a axila. Isso faz variar a tensão no couro, e assim permite produzir diversas tonalidades diferentes. Diz-se assim que o tambor "fala".

Os tambores falantes são alguns dos mais antigos instrumentos utilizados pelos griôs (músicos andarilhos, contadores de histórias) do Oeste Africano, e sua história pode ser rastreada até o antigo Império de Gana. O povo haussá (e por influência, os iorubás da Nigéria e sudoeste do Benin, e os dagombas do norte de Gana) desenvolveu um estilo altamente sofisticado de música griô, centrado no tambor falante.

Onjó Angoma oferece tambores falantes em dois modelos:


  • com corpo feito em raiz de paineira, do Vale do Jequitinhonha (MG). A paineira confere ao instrumento leveza e resistência, e a sonoridade das peles de cabra, aros de aço e cordas de nylon propicia uma experiência única.
  • com corpo vazado, feito em estrutura de aço. As peles são de cabra, e as cordas, de nylon. O corpo vazado confere estilo ao instrumento, que chega a parecer uma peça de decoração.

Tambor falante em madeira
Tambor falante vazado